Houve um momento que eu esqueci meu lar – Jonas Mekas

Naquele início de domingo, de 1957 ou 1958, numa manhã de domingo, nós fomos para as Catskill, aos bosques. Andamos pelas folhas, batendo nas folhas com um graveto. Andamos para cima e para abaixo, e além e além. Era bom andar assim e não pensar, não pensar em nada dos últimos dez anos. E eu pensava comigo mesmo que podia andar assim e não pensar nos anos de guerra, de fome, de Brooklyn. E é provavél que esta foi a primeira vez, enquanto caminhávamos pela floresta, naquele dia de início de outono, pela primeira vez que não me senti sozinho na América. É como se eu sentisse que houvesse um chão, houvesse uma terra, e folhas, e árvores, e pessoas. É como se vagarosamente, eu me tornasse parte disso. Houve um momento que eu esqueci meu lar.

Jonas Mekas no filme Reminiscences of a journey to Lithuania (1972).

Sim, haverá momentos que você se sentirá só aqui.
Só, porque não compartilha ainda o idioma falado.
Só, porque não se sente compreendida diante das diferenças culturais.
Só, mesmo acompanhada, porque almejará a companhia e calor da gente que lhe é querida, dos seus que deixou para trás.

Eu ainda não passei um dia sequer sem lembrar do Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s