A mães de 80 no Brasil e os familiares na Eslovênia

3 frases ditas frequentemente pelos eslovenos – amigos ou familiares – à minha filha Luna, de 20 meses, pinicam meu ouvido até hoje. Esperei meses para ver se a pinicação passava antes de escrever o post, mas não passa. Era psicóloga, descobri-me mãe e leoa.

. Ne smeš jokati.
Em português: Você não pode chorar”.

Ironia do destino, passo 9 anos estudando psicologia, os benefícios de expressar os sentimentos, aprendo que muitas doenças são palavras não ditas. Venho para Eslovênia, torno-me mãe e para minha surpresa, não raro deparo-me com a cena em que pessoas dizem à minha filha que ela não pode chorar.

No Brasil, mães da década de 80, tentando dissuadir os meninos do choro, costumam dizer aos filhos frases como “homens não choram”. Na Eslovênia a frase você não pode chorar é dita para o menino, para menina, para bebês. É verdade que nunca ouvi mães eslovenas reproduzindo tais frases para seus filhos. Na grande maioria das vezes estas frases foram ditas por familiares e pessoas mais velhas. A criança começava a chorar e lá vinha a frase acompanhada de um dedo apontado ou um chacoalho nos braços.  Uma vez perguntei à uma eslovena porque ela dizia para a minha filha não chorar e ela respondeu “Não posso ouvir uma criança chorar, meu coração doi”.  Uma mulher que raramente chora – arrisco-me a dizer que foi também uma criança impedida de chorar – viveu numa sociedade em que muitos não toleram o choro do outro. Adulta, reproduz a cultura, dizendo a um bebê que este não deve chorar. Círculo vicioso!

Depois de vivenciar tais situações, é mais fácil compreender porque um dos estereótipos que os europeus tem dos latinos é que eles se “expressam demais”. As novelas mexicanas apresentadas na TV eslovena por aqui é uma choradeira só. É gente que sente demais, chora “demais”. O mais engraçado nesta história de estereótipos, é que se minha filha se expressar demais, ela fará isso porque puxou o gênio de uma mãe latina e não porque tais comportamentos são típicos de crianças nesta idade, cujo sistema límbico ainda está em desenvolvimento. Saiba mais…

. Ti si mala driskica. Quando os bebês ou crianças pequenas estão irritadas e aprontando os eslovenos podem chamá-las de mala driskica. “Ti si mala driskica”. Mala significa pequena, driskica significa DIARREIA! Você é uma pequena diarreia! Aí você vem morar no país dos Contos de Fadas e quando sua filha fica irritada e chora ela é chamada pelos seus amigos ou familiares de “pequena diarreia”!

. Ali si mala tečka? Você é uma pequena chata?  Costumam ouvir estas frases, bebês que começaram a protestar, bebês com sono, que querem ir para o colo da mãe, os que fazem “birra”

Tais frases sempre me irritavam, então meu marido lembrou-me de uma frase bastante falada pelas mães brasileiras aos seus filhos na década de 80: “se você fizer isso eu te mato”, “vou esganar você.”

Frases das mães brasileiras

Imagino que em qualquer país do mundo falam-se besteiras aos pequenos, mas eu decidi ter o compromisso de não apenas reproduzir com a minha filha o que os outros falam, acredito que há novas formas de se expressar, novos diálogos possíveis.

A leoa

Há uma semana atrás chamaram minha filha de pequena chata porque ela – bebê de 20 meses – estava doente e não queria ficar sentada em um jantar. Acredito que principalmente nesta idade, Luna se beneficiará mais se tiver seus atos corrigidos do que sua personalidade criticada. Sem medo de fazer cena, no momento seguinte em que ela foi chamada de chata,  dei-lhe um beijo e disse “Você não é chata!”.

Um beijo “você não é chata”, outro beijo “você pode chorar”, mais um beijo “você definitivamente não é uma pequena diarreia”. Quem sabe um dia os familiares e amigos eslovenos vão percebendo que não gosto de tais frases e vão deixar de repeti-las. Afinal, por que produzimos tanto conhecimento, fazemos tantas pesquisas se é para a sociedade sempre repetir as velhas falas,  hábitos e costumes?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s