Casamento na Eslovênia

No Brasil é costume os noivos convidarem no mínimo 8 pessoas para serem padrinhos/madrinhas. Quantas vezes vi casamentos no Brasil em que haviam tantos padrinhos e madrinhas que eles mal cabiam na nave da igreja. Na Eslovênia é diferente, aqui o costume é ter apenas 2 padrinhos ou madrinhas que são chamados de best-men. Segundo a tradição os best-men costumam ajudar a noiva com despesas de maquiagem ou buquê.

O casamento pode ser realizado em igrejas (famílias religiosas) ou em castelos (famílias não religiosas, ou por opção dos noivos). Casamentos em castelos são diferentes das cerimônias religiosas brasileiras:

. A noiva não entra sozinha, ela entra acompanhada do noivo e dos best-men;

Meu casamento, Castelo de Bistra

. O noivo (após a cerimônia do casamento) abre uma champagne com espada e comemora-se no local com um pequeno coquetel antes de todos os convidados irem para a festa;

O champagne e a espada

. A maioria dos casamentos são realizados nas estações da primavera e do verão e durante o dia;

. Não é usual nos casamentos em castelos a presença de daminhas. Quem leva a aliança do casal é um dos best-men;

. A palavras “Deus” não é usada em nenhum momento durante a cerimônia. Estado e Igreja na Eslovênia não andam juntos;

. Para minha surpresa, é comum os noivos não pedirem presente, mas dinheiro no casamento. O dinheiro é colocado dentro do envelope com um cartão de felicitações;

. Os casamentos podem ser marcados com 15 dias de antecedência. Na Eslovênia não é obrigatório o anúncio em jornal do casamento.